Social Comics disponibiliza 110 gibis do Senninha de graça para a quarentena

29 de março de 2020
Autor: Junior Candido
Social Comics disponibiliza 110 gibis do Senninha de graça para a quarentena

O Senninha também está fazendo a sua parte no período de isolamento o qual muitas pessoas estão passando. A Social Comics, junto com a marca Senninha, disponibilizou em sua plataforma todas as HQs disponíveis do personagem de maneira gratuita.

A iniciativa busca levar mais alternativas aos pais, que precisam buscar atividades para seus filhos. Ou mesmo pessoas mais velhas, que leram os quadrinhos no passado, e que gostaria de revisitar, pela nostalgia. São mais de 110 edições disponíveis.

Desde a edição 1, lançada no início de 1994, e que ainda contava com Ayrton Senna na construção do personagem, passando pelas tristes edições, lançadas na época da morte do tri-campeão mundial de Fórmula 1, até as edições mais recentes, são muitas histórias, de várias épocas, disponíveis.

Para acessar a coleção, é só visitar o link:  socialcomics.com.br/senninha.

Social Comics disponibiliza 110 gibis do Senninha de graça para a quarentena
Ayrton Senna lendo a primeira edição do Senninha – Foto: motorsport.com

“Fizemos uma parceria com a marca Senninha para poder levar entretenimento e alegria para as crianças nesse tempo difícil”, explica J.P. Sette, CEO do Social Comics. Os quadrinhos do Senninha conta com um bom humor e histórias leves, contando histórias do personagem e seus amigos, que participam de corridas e aventuras.

Senninha tem seis anos e sonha em correr na Fórmula 1. Tem como ídolo, obviamente, Ayrton Senna. Rogério Martins e Ridaut Dias Júnior, que criaram o personagem, “infantilizaram” o tri-campeão, e colocaram muitas referências ao piloto, como a característica da determinação, ou mesmo o cachorro Becão, cujo nome é o apelido de infância do piloto.

‘’Neste momento, nós não apenas disponibilizamos os quadrinhos junto com a marca Senninha, como também procuramos lembrar todos os fãs do Senninha e sua turma de seguirem as regrinhas de ouro passadas pelo Ministério da Saúde: lavar bem as mãos, utilizar álcool gel e evitar aglomerações”, comenta J.P Sette.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *