Fórmula 1 realiza Pro Draft e leva 16 pilotos para as equipes da Esport Series

10 de julho de 2018
Autor: Junior Candido

Fórmula 1 realiza Pro Draft e leva 16 pilotos para as equipes da Esport Series

Como parte da temporada da F1 Esport Series deste ano, o Pro Draft aconteceu para que os 40 melhores pilotos do F1 2017, selecionados através de desafios dentro do game, e corridas entre os maiores pontuadores, pudessem chamar atenção das equipes e disputar uma vaga para as etapas presenciais.

Ocorrido em Londres, representantes de nove escuderias (apenas a Ferrari não participa) puderam ver de perto os jogadores, que tiveram que se submeter a diversos testes, o que incluiu testes de reação e pilotagem no atual game, o F1 2017, e também no próximo jogo da série, o F1 2018, que chega em agosto.

Na ordem de chamada, a Williams foi a primeira. A equipe, que já está funcionando e disputando torneios, escolheu o finlandês Tino Naukkarinen, de 18 anos. “Você fica bem de azul”, comemorou a equipe, ao lhe oferecer o seu novo uniforme.

A Force India, por sua vez, escolheu o chileno Fabrizio Donoso Delgado. O jogador foi o segundo colocado no mundial da F1 no ano passado, e com isso, havia garantido classificação direta para o Pro Draft.

A Haas ficou com o polonês Martin Stefanko, enquanto a Mercedes vai contar com o húngaro Daniel Bereznay, e a Renault terá o alemão Sven Zurner em seu time. A Sauber, outra equipe que anunciou um projeto próprio de eSports, convocou o britânico Salih Saltunç para defender suas cores. Ele correrá com seu irmão Sonuç Saltunç, finalista do mundial de 2017 e que também foi anunciado como piloto da equipe.

A Toro Rosso escolheu o piloto com melhor classificação no geral, o turco Cem Bolukbasi, a McLaren vai competir com o finlandês Olli Pahkala, e a RBR também correrá com piloto finlandês: Joni Tormala. Estes pilotos foram escolhidos na primeira rodada, uma vez que era obrigatório que todas as equipes contratassem ao menos um piloto via Pro Draft. No total, dos 40 jogadores disponíveis, 16 seguiram adiante e terão espaço nas equipes de F1 para o eSport.

O Pro Draft teve como convidados especiais os pilotos Max Verstappen, da Red Bull Racing, e Pierre Gasly, da Toro Rosso. Eles foram responsáveis por entregarem as camisetas e bonés dos jogadores que foram acolhidos pelas equipes.

A próxima etapa da temporada da F1 Esport Series será a de eventos presenciais. Três corridas estão agendadas, com o campeão levando pra casa um prêmio de US$ 200 mil. E, como novidade neste ano, as equipes também competirão, com um torneio paralelo que será disputado de forma semelhante ao Mundial de Construtores da Fórmula 1.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *