Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

6 de outubro de 2018
Autor: Rodrigo Pscheidt

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Estamos às vésperas das Eleições 2018, a “festa da democracia” que transforma redes sociais, mesas de bar e almoços de família em eternas discussões sobre “esquerda” e “direita”. Para aproveitar o timing, elaboramos esta lista para homenagear os políticos mais emblemáticos do mundo dos games!

Laguna Loire (FF VIII)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Ainda que Final Fantasy VIII seja um capítulo injustiçado da saga, ele sem dúvida nos entregou alguns personagens bem emblemáticos. Laguna Loire foi um deles, sendo um sujeito carismático e sempre disposto a fazer o melhor.

Conhecemos Laguna em 2 momentos: através de flashbacks da época em que ele era um soldado de Galbadia, e posteriormente, quando ele, já mais velho, é o presidente de Esthar, cargo que assumiu por quase 2 décadas, sempre com altruísmo e

Brian Irons (Resident Evil 2)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Esse não é exatamente um político, mas merece estar aqui por ser um dos principais responsáveis pelo “incidente” que dizimou Raccoon City: como Chefe do Departamento de Polícia da cidade, ele recebeu generosos subornos da Umbrella Corporation para fazer vista grossa aos experimentos biológicos moralmente questionáveis que eram conduzidos pela empresa.

Quando o outbreak estoura de vez na cidade, Irons surta, sitiando a (famosa) delegacia e matando seus próprios homens. Outro fato político interessante é que, quando o encontramos, ele está “tomando conta” do corpo da filha do prefeito, que estava sob seus cuidados — e, obviamente, ele não fez um bom trabalho cuidando dela.

M. Bison (Street Fighter)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Ainda que seja mais lembrado como o líder da organização criminosa Shadaloo e recorrente último chefe de Street Fighter, no lore da franquia M. Bison também é o auto-proclamado ditador de um país fictício da Ásia.

Megalomaníaco, apelão e sedento por poder, M. Bison não mede esforços, e usa sus tropas, seu intelecto e a energia perversa do Psycho Power para alcançar seu maior objetivo: a dominação global.

The Boss (Saints Row)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

A zoeira da série Saint’s Row é tão sem limites que em seu quarto episódio o protagonista foi promovido a nada menos que presidente dos Estados Unidos!

Não que não seja merecido: ao longo da série, ele conseguiu, na base da porrada — ou com algumas armas pra lá de malucas — salvar a nação de um ataque nuclear e até impediu uma invasão alienígena. Melhor do que isso só se o Duke Nukem fosse o presidente!

Norman Osborn (Marvel’s Spider-Man)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

O mais recente personagem a integrar esta lista é um velho conhecido dos fãs do Cabeça de Teia. Na mitologia clássica do Aranha, Norman Osborn é o presidente da Oscorp e o vilão Duende Verde, um dos maiores arqui-inimigos do Amigão da Vizinhança.

No game, porém, temos uma história original, e aqui Osborn é o prefeito de Nova York. Ainda que sua ascensão ao poder seja marcada por muitas polêmicas envolvendo Martin Li e Otto Octavius, ele (ainda) não sucumbiu ao lado negro da Força, e por enquanto é apenas um político.

General Di Ravello (Just Cause 3)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Eis que temos mais um ditador megalomaníaco em nossa lista! Di Ravello transformou a belíssima República de Medici em um enorme quartel-general a céu aberto, dominado por suas tropas, tanques e máquinas de guerra.

Egocêntrico ao extremo, Di Ravello usa a propaganda a seu favor, alienando as pessoas com outdoors, programas de rádio e (claro) enormes estátuas de si mesmo. Como não é corajoso o bastante para enfrentar Rico cara-a-cara, o confronto final do game ocorre com ele no comando de um helicóptero de guerra, dentro da cratera de um vulcão (?!).

Steven Armstrong (Metal Gear Rising)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

O frenético spin off ninja da série Metal Gear Solid rendeu um político de peso para nossa lista: o senador Steven Armstrong, ex-fuzileiro naval que inclusive planejajava concorrer às eleições de 2020 para assumir o cargo de presidente dos EUA.

Ao lado da escusa empresa World Marshal, Armstrong perpetrou algumas barbaridades hediondas, raptando crianças e transplantando seus cérebros para ciborgues, que seriam então treinados para se tornarem soldados de elite. O senador era o apelão último chefe do jogo, e usou o poder das nanomachines para aumentar suas capacidades de forma sobre-humana.

Joseph Seed (Far Cry 5)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Esse é outro que não é realmente um político, mas acaba sendo a figura mais importante e influente de todo um condado. Seed é o líder religioso da seita Portões do Éden, e pinta e borda em Hope County, terra sem lei onde se passa toda a campanha de Far Cry 5.

Usando plantas alucinógenas e discursos proféticos malucos, Seed e seus irmãos alienam a população local, transformando pessoas comuns em milicianos dispostos a morrer pela causa. Um fanático violento e imprevisível, que vai até as últimas consequências para reafirmar seu status pseudo-divino.

Andrew Ryan (Bioshock)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Temos aqui um verdadeiro visionário: cansado das hipocrisias religiosas e sociopolíticas tradicionais, Ryan foi lá e criou o que deveria ser a cidade perfeita: Rapture, uma utopia submarina onde cada indivíduo seria definido por seu mérito.

Idealista e cheio de frases de efeito, o personagem acaba meio que sendo transformado em vilão quando sua sociedade utópica vai por água abaixo (com o perdão do trocadilho), e ele se esconde, mantendo um exército particular composto de Splicers e Big Daddies para defender o que restou de sua cidade decadente.

Mike Haggar (Final Fight)

Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games

Talvez um dos menos malucos dessa lista, Mike Haggar é o tipo de político que não tem medo de sujar as mãos… nem que isso signifique espancar toda a gangue Mad Gear para “limpar” as ruas de Metro City — e, de quebra, resgatar sua filha Jessica, que havia sido raptada pelos bandidos.

Apesar da pose de brutamontes, Haggar acabou transformando-se em um dos personagens mais queridos da Capcom: além de Final Fight, o wrestler bigodudo já participou de outros jogos — como Slam Masters e Master Vs. Capcom — e vira e mexe é visto fazendo figuração nos cenários de Street Fighter!

Em quem você vota?

E é com o prefeito de Metro City que encerramos esta lista de políticos que marcaram o mundo dos games. Como ficou claro, há mais vilões do que heróis quando o assunto é política nos videogames… o que, convenhamos, não está muito longe da realidade do nosso país, né?

De qualquer modo, se esquecemos de mencionar algum político importante, preste sua homenagem aí nos comentários!

E quando for às urnas amanhã, para votar de verdade, lembre-se que a vida não é videogame, então vote com consciência, ok? ;)

2 Respostas para “Top 10 Arkade: os melhores (e piores) políticos do mundo dos games”

  • 6 de outubro de 2018 às 23:25 -

    Onigumo

  • Massa a matéria! Muito bacana a lista no entanto a minha seria completamente diferente, quando penso em governantes de games os que me vem a mente são:

    1) Zelda!
    2) Duke Goltana
    3) Rei K.rol
    4) Arthas
    5) Copy-X
    6) Constock
    7) President Richard
    8) The Philosophers
    9) General Morden
    10) O rei sem nome

  • 9 de outubro de 2018 às 22:11 -

    Carlos Schneider

  • Mike Haggar sem dúvidas. Alem da nostalgia desce a porrada nos bandidos e sobrevive a facadas.

Deixar um comentário (ver regras)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *